Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 15 de maio de 2017. Atualizado às 09h16.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

INDÚSTRIA PETROQUÍMICA

Alterada em 15/05 às 09h22min

Braskem registra lucro líquido, não auditado, de R$ 1,905 bilhão no 1º trimestre

Aos acionistas da companhia, o lucro líquido atribuível foi de R$ 1,799 bilhão

Aos acionistas da companhia, o lucro líquido atribuível foi de R$ 1,799 bilhão


Braskem/Divulgação/JC
A Braskem reportou nesta segunda-feira (15) o balanço do primeiro trimestre de 2017 não auditado, com lucro líquido de R$ 1,908 bilhão, um valor 2,5 vezes acima do registrado no mesmo período do ano passado.
Aos acionistas da companhia, o lucro líquido atribuível foi de R$ 1,799 bilhão, uma alta de 125% ante o primeiro trimestre de 2016. Já o lucro atribuível ao acionista não controlador na Braskem Idesa foi de R$ 107 milhões, ante prejuízo de R$ 28 milhões no ano passado.
De janeiro a março de 2017, o Ebitda (Lucro antes de impostos, juros, depreciação e amortização) ajustado atingiu R$ 3,598 bilhões, um avanço de 16% ante igual intervalo de 2016. A margem Ebitda passou de 26% para 28,6%.
A Braskem também divulgou o Ebitda básico, de R$ 3,610 bilhões no primeiro trimestre de 2017, um crescimento de 17% contra o mesmo período de 2016. Nos três primeiros meses deste ano, a receita líquida de vendas somou R$ 12,6 bilhões, alta de 6% contra o mesmo período do ano passado.
O resultado financeiro foi negativo em R$ 385 milhões, ante um valor negativo de R$ 1,485 bilhão no primeiro trimestre de 2016.
A empresa argumentou, no informe de rendimentos enviado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM), que divulga os resultados sem a revisão dos auditores com o objetivo de manter o mercado informado sobre o desempenho financeiro e operacional.
"Embora siga evoluindo nas avaliações necessárias de seus processos e controles internos, conforme divulgado ao mercado por meio dos Fatos Relevantes datados de 22/02/17 e 28/03/17, a Companhia ainda não concluiu os trabalhos junto aos auditores independentes, o que a impossibilita de divulgar referidas informações devidamente revisadas", informou a Braskem, reiterando que não espera alterações relevantes nos números. O balanço do total do ano de 2016 também não foi divulgado com a aprovação dos auditores.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia