Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sábado, 13 de maio de 2017. Atualizado às 17h40.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Energia

12/05/2017 - 17h35min. Alterada em 13/05 às 09h57min

RGE Sul, do Grupo CPFL, demite cerca de cem funcionários no Rio Grande do Sul

A RGE Sul anunciou a demissão, nesta sexta-feira (12), de cerca de cem funcionários em várias cidades do Rio Grande do Sul. Segundo informações preliminares, a maioria dos demitidos eram eletricistas; no grupo também estão quatro engenheiros. Ao todo, o quadro da empresa é composto por 2,4 mil trabalhadores.
Em nota, a empresa afirma ter tentado adiar ao máximo as demissões. "O Grupo CPFL adotou algumas alternativas para evitar um número maior de desligamentos como congelamento das novas contratações e o máximo de aproveitamento dos cargos em todas as áreas da empresa", diz o texto.
A RGE Sul, antiga AES Sul, distribuiu energia para 118 municípios gaúchos. A empresa foi comprada em 2016 pela Grupo CPFL.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Jorge 13/05/2017 12h01min
Caso da concessionária aceitar lucratividade menor e aproveitar a estrutura atual da empresa para prestar melhor serviço aos clientes. Fim da era das grandes margens de retorno, e a chegada aos tempos da razoabilidade de lucro. Fica a perspectiva ao fim do contrato das concessionárias a possibilidade de desistirem de permanecer no Estado e corrermos o risco da volta a estatização.