Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 12 de maio de 2017. Atualizado às 16h24.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Conjuntura

Alterada em 12/05 às 16h24min

'Economia começa a voltar ao normal', diz Meirelles em almoço com empresários

O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, afirmou nesta sexta-feira (12) que o Brasil vive um momento de transformação importante, mas destacou que os efeitos da crise ainda são sentidos. "O Brasil viveu a maior recessão da história. A duração e extensão foram maiores que a depressão de 1931 e os efeitos disso são muitos fortes", disse em almoço com empresários no Rio. Ele destacou que o País viveu no ano passado uma situação inusitada, com recessão e inflação elevada.
Para o ministro, a economia está retomando o cenário de normalidade. "A economia brasileira começa a voltar ao normal com política fiscal que dá segurança com sinalização de longo prazo. A grande vantagem da PEC do Teto, além do controle, é que dá um horizonte de longo prazo", afirmou. Segundo o ministro, antes da PEC do teto, 80% do gasto estava definido na constituição, com trajetória crescente. "A essência da volatilidade da economia brasileira era a questão fiscal. Na medida em que aprovamos o teto, há previsibilidade".
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia