Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 03 de maio de 2017. Atualizado às 09h45.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

conjuntura

03/05/2017 - 09h42min. Alterada em 03/05 às 09h45min

Confiança dos empresários gaúchos vai a patamar otimista após 27 meses no pessimismo

Indicador encerra abril com elevação de 50,9% sobre o mesmo mês de 2016, registrando 72,4 pontos

Indicador encerra abril com elevação de 50,9% sobre o mesmo mês de 2016, registrando 72,4 pontos


MARCOS NAGELSTEIN/JC
Após de mais de dois anos em campo pessimista, a confiança dos empresários gaúchos em relação à economia rompeu a barreira dos 100 pontos, ingressando em nível otimista. A alta em abril foi de 22,7% (100,4 pontos) em relação ao mesmo período do ano passado. Fatores como a redução mais acelerada dos juros e inflação, associados a iniciativas do governo para a realização de reformas importantes contribuem para o cenário atual do indicador. A recuperação, no entanto, é mais evidente no caso das expectativas para o futuro.
Os dados fazem parte da pesquisa de Índice de Confiança do Empresário do Comércio do Rio Grande do Sul (ICEC), divulgado nesta quarta-feira (3) pela Fecomércio-RS. "Aos poucos a confiança volta para a economia brasileira, ainda que muito motivada pela expectativa de melhora futura do que de uma percepção efetiva de melhora no momento presente”, pondera o presidente da entidade, Luiz Carlos Bohn.
No caso das condições atuais (ICAEC), apesar de também ter ocorrido uma recuperação significativa, o componente ainda persiste em nível pessimista – mais concentrada na percepção dos empresários sobre a economia e sobre o comércio em geral. O indicador encerra abril com elevação de 50,9% sobre o mesmo mês de 2016, registrando 72,4 pontos.
As expectativas dos empresários do comércio (IEEC) também seguiram a mesma tendência de alta observada há alguns meses, incentivada por fatores como recuo de juros e inflação, além das recentes iniciativas do governo visando a implementação de reformas importantes. O indicador apresentou crescimento de 25,7% sobre abril/2016, atingindo 146,7 pontos.
A melhora da confiança evidenciada na pesquisa mensal da Fecomércio-RS não repercute de forma mais intensa nos componentes que medem a perspectiva de contratação de funcionários ou de investimento. O IIEC, referente aos investimentos do empresário do comércio teve variação de 1,7% na comparação com abril/2016, alcançando 82,2 pontos.
“Ainda vai demorar para retomarmos o investimento e as contratações, pois há muita ociosidade na economia brasileira. Todavia, a melhora da confiança pode nos mostrar que esse tempo pode ser reduzido”, destacou Bohn. Dentro do indicador, 53% dos empresários entrevistados informaram que pretendem reduzir “um pouco” o número de funcionários.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia