Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 03 de maio de 2017. Atualizado às 09h02.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

bancos

Alterada em 03/05 às 09h03min

Lucro do BNP Paribas sobe 4% no 1º trimestre, a 1,89 bilhão de euros

O BNP Paribas, maior banco francês em ativos, divulgou hoje que teve lucro líquido de 1,89 bilhão de euros (US$ 2,06 bilhões) no primeiro trimestre do ano, 4% maior que o ganho de 1,81 bilhão de euros obtido em igual período de 2016. O resultado superou a expectativa de analistas consultados pela FactSet, que previam lucro de 1,54 bilhão de euros no último trimestre.
A receita do BNP Paribas, que tem sede em Paris, também avançou 4% na mesma comparação, a 11,3 bilhões de euros.
Como outros bancos europeus e dos EUA, o BNP Paribas foi beneficiado por uma forte expansão nos negócios com bônus. O lucro antes de impostos do segmento corporativo e de banco de investimento quase dobrou entre janeiro e março, a 778 milhões de euros, graças a sua plataforma de renda fixa.
Já a divisão internacional de serviços financeiros do BNP Paribas, que inclui bancos de varejo fora da zona do euro, gestão de recursos, financiamento a consumidores e seguros, registrou alta de 16% no lucro antes de impostos, a 1,22 bilhão de euros.
Por outro lado, o lucro antes de impostos dos bancos de varejo do BNP Paribas na França, Itália, Bélgica e Luxemburgo caiu 0,5%, a 705 milhões de euros, prejudicado por taxas de juros baixas. 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia