Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 02 de maio de 2017. Atualizado às 22h45.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

indústria

Notícia da edição impressa de 03/05/2017. Alterada em 02/05 às 20h54min

Produção de celulose no Brasil cresce 3% no primeiro trimestre

A produção de celulose registrou crescimento de 3% no primeiro trimestre de 2017 ante igual intervalo do ano passado, totalizando 4,69 milhões de toneladas, informou a Indústria Brasileira de Árvores (IBÁ). Já a produção de papel somou 2,5 milhões de toneladas, com queda de 2,2% na mesma base de comparação.
Entre janeiro e março, as vendas de papel no mercado interno alcançaram 1,3 milhão de toneladas, com recuo de 3% ante igual período de 2016. Já o segmento de painéis de madeira registrou 1,6 milhão de m3 negociados, com alta de 2,9% ante o mesmo período de 2016.
No trimestre, o volume de exportações de celulose alcançou 3,3 milhões de toneladas, crescimento de 5,5% em relação ao mesmo período de 2016, quando foram exportadas 3,1 milhões de toneladas. O segmento de painéis de madeira registrou exportações de 174 mil metros cúbicos, com queda de 10,8% na mesma base de comparação. De janeiro a março de 2017, o setor registrou exportações no valor de US$ 1,9 bilhão (-2,6%); a celulose alcançou US$ 1,4 bilhão (-4,3%); o papel, US$ 464 milhões (-0,2%); e os painéis de madeira, US$ 64 milhões ( 25,5%). Como resultado, a balança comercial do setor registrou um saldo positivo de US$ 1,7 bilhão nos três primeiros meses do ano, queda de 0,9% ante igual trimestre de 2016.
A China continua sendo o principal destino do setor de celulose brasileiro, com 44% de participação. No primeiro trimestre, o país oriental cresceu sua receita em 21,6% (US$ 620 milhões) na comparação com o mesmo período do ano passado. Já os países latino-americanos mantiveram a posição de maiores mercados dos segmentos de papel e painéis de madeira no período, cujas receitas de exportações aumentaram 17,5% (US$ 295 milhões) e 25% (US$ 35 milhões), respectivamente.
 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia