Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 24 de abril de 2017. Atualizado às 09h16.

Jornal do Comércio

Política

COMENTAR | CORRIGIR

Relações Internacionais

Alterada em 24/04 às 09h19min

Temer recebe hoje primeiro-ministro espanhol no Palácio do Planalto

Mariano Rajoy faz 1ª visita de caráter bilateral de um chefe de governo espanhol ao Brasil em 9 anos

Mariano Rajoy faz 1ª visita de caráter bilateral de um chefe de governo espanhol ao Brasil em 9 anos


PIERRE-PHILIPPE MARCOU/AFP/JC
Agência Brasil
O presidente da República, Michel Temer, recebe na manhã desta segunda-feira (24), às 10h, no Palácio do Planalto, o primeiro-ministro da Espanha, Mariano Rajoy, na primeira visita de caráter bilateral de um chefe de governo espanhol ao Brasil em nove anos.
Temer e Rajoy terão um encontro privado e, em seguida, participarão de reunião ampliada com a presença de ministros dos dois países e empresários espanhóis. Entre outros assuntos, estão na pauta da reunião temas como a cooperação bilateral e as negociações Mercosul-União Europeia.
Com investimentos que crescem a cada ano, o Brasil e a Espanha são grandes parceiros no comércio exterior. Em 2016, o volume de trocas somou US$ 5,2 bilhões. Só nos primeiros três meses deste ano, a Espanha injetou US$ 819,4 milhões na economia brasileira.
Os recursos foram aplicados principalmente na aquisição de produtos minerais e vegetais, com destaque para a soja. O Brasil, por sua vez, importou US$ 639 bilhões em produtos espanhóis, notadamente na área petroquímica. A Espanha é atualmente um dos principais investidores no Brasil.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia