Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 06 de abril de 2017. Atualizado às 00h09.

Jornal do Comércio

Política

COMENTAR | CORRIGIR

justiça eleitoral

Notícia da edição impressa de 06/04/2017. Alterada em 05/04 às 21h38min

'Meu recorde é de R$ 35 milhões em um único dia', revela delator

O ex-executivo da Odebrecht Fernando Migliaccio da Silva, que confessou ser o responsável pelas entregas em dinheiro vivo do Setor de Operações Estruturadas - o departamento da propina -, afirmou, em depoimento ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que seu "recorde" foi a entrega de R$ 35 milhões em um único dia e que havia um "conceito de segurança" para as entregas para que os valores não ultrapassassem os R$ 500 mil.
"Só que, devido à pressão e à demanda, teve um dia em que eu fiz R$ 30 milhões. Então a gente dividia em tranches para não passar de R$ 500 (mil)", afirmou Fernando Migliaccio ao ministro do TSE Herman Benjamin, relator da ação contra a chapa Dilma Rousseff (PT), presidente, e Michel Temer (PMDB), vice, de 2014.
CONTINUE LENDO ESTA NOTÍCIA EM NOSSA EDIÇÃO PARA FOLHEAR
CLIQUE AQUI PARA ACESSAR
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia