Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 06 de abril de 2017. Atualizado às 00h06.

Jornal do Comércio

Opinião

COMENTAR | CORRIGIR

artigo

Notícia da edição impressa de 06/04/2017. Alterada em 05/04 às 19h28min

Não vos desanimeis!

Sérgio Turra
Diante de fatos negativos, a reação mais fácil - e até mesmo instintiva do ser humano - é o desânimo. Recebemos uma notícia ruim, pelo menos em um primeiro instante, com desalento. E quando vem uma sequência delas, muitas vezes, pensamos em entregar os pontos.
Pois é esse o sentimento que hoje acomete a maior parte da população quando pensa em política. A torrente de escândalos, proveniente de todos os lados e envolvendo figuras expoentes, rebaixou a vocação pública a um nível inédito. O que um dia foi esperança virou indignação e acabou por tornar-se descrença. Mas será essa a postura que devemos ter em um momento tão crítico?
Quando lemos um livro de história que retrata um período conturbado, ficamos admirados com os líderes que deixaram o pessimismo de lado e decidiram resolver a situação. De peito aberto, não raro sozinhos, conscientes das dificuldades, mas convictos de que estavam fazendo o que era certo. Hoje, cada um de nós tem oportunidade semelhante. É com essa disposição - e com esse mesmo ânimo - que devemos agir. A classe política deve tratar de soluções para necessidades reais e urgentes da população. Sem enrolações, entregando resultados concretos para a sociedade.
Mais do que nunca, precisamos reafirmar a boa política, voltada ao bem comum e construída sobre a ética. Ao lado disso, temos o desafio permanente de inovar nas práticas e pautas, buscando estar em dia com o mundo complexo e exigente em que vivemos. E a população deve estar atenta de que não há atalhos. A política precisa ser reerguida a partir dela mesma. Portanto, ao invés de jogarmos a toalha, o momento demanda de todos nós atitude e ação. Sem adiar ou delegar essa missão.
Que nos inspire esse conselho que está presente em diversas passagens das Sagradas Escrituras: "Não vos desanimeis!". É hora de mostrarmos o nosso valor e a nossa constância.
Deputado estadual (PP)
 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia