Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, domingo, 23 de abril de 2017. Atualizado às 22h47.

Jornal do Comércio

Internacional

COMENTAR | CORRIGIR

eleições

Notícia da edição impressa de 24/04/2017. Alterada em 23/04 às 20h59min

Partido alemão de extrema direita define novos líderes

O partido de extrema direita AfD (Alternativa para a Alemanha, na sigla em alemão) elegeu ontem o publicitário Alexander Gauland, de 76 anos, e a economista Alice Weidel, de 38 anos, para liderarem sua campanha nas eleições gerais de 24 de setembro, após a figura mais conhecida da organização, Frauke Petry, de 41 anos, anunciar que não seria mais candidata. No pleito, será decidida a composição do Bundestag (Parlamento), ou seja, quem serão os deputados federais. Uma das tarefas desses deputados é escolher o chanceler alemão.
A sigla anti-imigração vai tentar ganhar assentos no Parlamento pela primeira vez. Pesquisas mais recentes colocam o AfD em uma faixa entre 8% e 10% das intenções de voto - cerca de um terço abaixo do verificado no final de 2016, mas ainda acima do limiar de 5% para entrar no Parlamento.
CONTINUE LENDO ESTA NOTÍCIA EM NOSSA EDIÇÃO PARA FOLHEAR
CLIQUE AQUI PARA ACESSAR
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia