Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sábado, 15 de abril de 2017. Atualizado às 19h30.

Jornal do Comércio

Internacional

COMENTAR | CORRIGIR

Conjuntura internacional

14/04/2017 - 14h34min. Alterada em 14/04 às 14h34min

Coreia do Sul condena declarações de vice-ministro da Coreia do Norte

O Ministério das Relações Exteriores da Coreia do Sul criticou nesta sexta-feira as declarações feitas pelo vice-ministro das Relações Exteriores da Coreia do Norte, Han Song Ryol, que disse em entrevista à Associated Press que o regime Pyongyang é capaz de realizar outro teste nuclear a qualquer momento e que estaria pronto para "ir para a guerra" caso os Estados Unidos o provoquem.
A chancelaria sul-coreana disse que as declarações do vice-ministro revelam "as verdadeiras cores do governo da Coreia do Norte, que é belicoso e desrespeita regulações". Seul afirma que a Coreia do Norte enfrentará uma dura punição caso realize uma provocação significativa, como outro teste nuclear ou um lançamento de míssil balístico intercontinental.
O Ministério das Relações Exteriores da Coreia do Sul discute a tensão com o vizinho com outras nações, inclusive a China, principal aliado da Coreia do Norte. O governo de Seul avalia formas de responder caso Pyongyang vá adiante em suas ameaças.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Gladiador 14/04/2017 15h20min
Ninguém deveria encher saco da Coreia, ela quer crescer como outras nações, e EUA com seus aliados tentam impedir. quem ataca desde a II guerra mundial foi EUA com Inglaterra e Austrália mais de 190 invasões em nome paz, e nunca deixaram paz, agora Oriente e leste europeu uma prova . EUA deveria ser varrida