Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 06 de abril de 2017. Atualizado às 00h09.

Jornal do Comércio

Internacional

COMENTAR | CORRIGIR

conflito

Notícia da edição impressa de 06/04/2017. Alterada em 06/04 às 00h07min

Rússia defende governo da Síria das acusações de ataque químico

A Rússia saiu ontem em defesa do governo da Síria, acusado de perpetrar um ataque químico numa cidade do noroeste do país que deixou ao menos 72 mortos. A tragédia provocou indignação entre a comunidade internacional.
Moscou afirmou, alegando ter informações "completamente confiáveis e objetivas", que a aviação síria bombardeou um "armazém terrorista" com "substâncias tóxicas". De acordo com a tese russa, ao explodir o depósito, as substâncias teriam se disseminado pela região.
CONTINUE LENDO ESTA NOTÍCIA EM NOSSA EDIÇÃO PARA FOLHEAR
CLIQUE AQUI PARA ACESSAR
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia