Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 03 de abril de 2017. Atualizado às 13h05.

Jornal do Comércio

Internacional

COMENTAR | CORRIGIR

estados unidos

Alterada em 03/04 às 13h09min

Operadoras de internet dos EUA dizem que não vão vender dados de clientes

Agência Brasil
As principais operadoras de internet nos Estados Unidos (EUA) anunciaram que não vão vender informações com o histórico de navegação de seus clientes na internet. O anúncio foi feito alguns dias depois de a Câmara de Representantes (Câmara dos Deputados) do país ter aprovado uma lei que retira as regras de privacidade que haviam sido estabelecidas durante o governo Barack Obama. A lei vigorava desde outubro do ano passado pela Comissão Federal de Comunicações.
Segundo as três operadoras líderes do mercado (Comcast, Verizon, AT&T), elas não vendiam antes e não vão começar a vender agora.  A lei revogada estabelecia que os provedores de internet tinham que proteger a privacidade de seus clientes e impunha várias restrições sobre o uso de informações.
Com as normas adotadas na administração Obama, os provedores de internet tinham que ter autorização dos consumidores para usar dados financeiros, localização geográfica e outras informações.  Sites como o Google e o Facebook não precisam ter consentimento dos usuários. 
A revogação foi considerada uma vitória para as grandes empresas de telecomunicação norte-americanas e um revés na legislação que protege o direito dos consumidores.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia