Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 28 de abril de 2017. Atualizado às 12h06.

Jornal do Comércio

Geral

COMENTAR | CORRIGIR

protestos

28/04/2017 - 12h08min. Alterada em 28/04 às 12h09min

Manifestantes começam a chegar à Esplanada dos Ministérios em Brasília

Desde a meia noite, a via está bloqueada nos seus dois sentidos

Desde a meia noite, a via está bloqueada nos seus dois sentidos


Marcello Casal Jr/Agência Brasil/JC
Cerca de mil manifestantes já estão reunidos próximos à Biblioteca Nacional, na Esplanada dos Ministérios em Brasília, para manifestação contra as reformas da Previdência e Trabalhista. As pessoas começam chegar aos poucos porque não havia um horário definido para o início do protesto. A previsão é de que o grupo caminhe em direção ao Congresso Nacional.
Estão presentes representantes de várias categorias. Um dos grupos é organizado pela União dos Policiais do Brasil (UPB). É grande a presença de agentes da Polícia Civil entre os manifestantes.
As centrais sindicais também marcam presença, entre elas a Central dos Sindicatos Brasileiros (CSB), a Confederação Nacional dos Trabalhadores na Indústria (CNTI), e a União Geral dos Trabalhadores (UGT). O clima é de tranquilidade até o momento.
O movimento pode ganhar um reforço não previsto. É que o grupo de cerca de 3 mil indígenas que está na capital federal desde segunda-feira, em protesto contra mudanças no processo de demarcação de terras, promete se juntar à manifestação contrária às reformas. Os índios estão acampados na Esplanada dos Ministérios, do lado oposto à Biblioteca Nacional.
Desde a meia noite, a via está bloqueada nos seus dois sentidos e a polícia reforçou o policiamento para controlar o acesso ao local. Foi montado um cordão de isolamento para revista dos manifestantes que chegam à Esplanada.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia