Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 27 de abril de 2017. Atualizado às 13h10.

Jornal do Comércio

Geral

COMENTAR | CORRIGIR

Educação

27/04/2017 - 13h06min. Alterada em 27/04 às 13h14min

MEC divulga lista de cursos que farão Enade em 2017

O exame será aplicado em 26 de novembro, com inscrição nos cursos incluídos

O exame será aplicado em 26 de novembro, com inscrição nos cursos incluídos


MAURO SCHAEFER/ARQUIVO/JC
Agência Brasil
O Ministério da Educação (MEC) divulgou os cursos que farão o Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade) em 2017. O exame será aplicado em 26 de novembro. Portaria com o regulamento do exame foi publicada nesta quinta-feira (27) no Diário Oficial da União. Devem fazer o exame tanto os estudantes ingressantes nos cursos avaliados quanto os estudantes que estejam próximos à conclusão do curso. As inscrições ficam a cargo dos dirigentes das instituições. 
A lista dos cursos inclui:
  • Arquitetura e urbanismo
  • 10 engenharias (ambiental, civil, alimentos, computação, controle e automação, produção, elétrica, florestal, mecânica e química)
  • Sistema de informação
  • Licenciaturas em artes visuais, educação física, letras (português e espanhol, português e inglês e inglês), música, pedagogia
  • Licenciaturas e bacharelados em ciência da computação, ciências biológicas, ciências sociais, filosofia, física, geografia, história, letras (português, matemática e química)
  • Tecnólogos em análise e desenvolvimento de sistemas, gestão da produção industrial, redes de computadores e gestão da tecnologia da informação
O Enade avalia o rendimento dos concluintes dos cursos de graduação em relação aos conteúdos, habilidades e competências adquiridas em sua formação. A cada ano, o exame avalia um grupo diferente de cursos superiores, ciclo que se repete a cada três anos.
O exame é o principal componente para o cálculo dos indicadores de qualidade dos cursos e das instituições de ensino superior do país. Caso tenham avaliações consideradas insuficientes, as instituições de ensino sofrem penalidades e podem ser fechadas. Os estudantes são obrigados a fazer o exame para receber o diploma, mas não há desempenho mínimo obrigatório.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia