Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 26 de abril de 2017. Atualizado às 13h16.

Jornal do Comércio

Geral

COMENTAR | CORRIGIR

Protestos

26/04/2017 - 13h05min. Alterada em 26/04 às 13h17min

Terceirizados do DEP protestam temendo perder trabalho e salários em Porto Alegre

Trabalhadores protestaram contra possível perda de trabalho e temendo não receber salários

Trabalhadores protestaram contra possível perda de trabalho e temendo não receber salários


FREDY VIEIRA/JC
O fim de contrato de terceirizados do Departamento de Esgotos Pluviais (DEP) da prefeitura de Porto Alegre provocou reação de trabalhadores ligados à cooperativa Cootravipa, que faziam os serviços. O grupo ficou sabendo no começo da manhã desta quarta-feira (26) que podem ficar sem a ocupação e decidiu protestar bloqueando parte da via na esquina da avenida Sertório com rua Rio São Gonçalo, em frente a uma das unidades do DEP, na zona norte da Capital.
Com a manifestação, o trânsito ficou mais lento. A medida de suspensão de contratos atingiria 85 trabalhadores da Cootravipa e seria efeito de determinação do Tribunal de Contas do Estado (TCE) em relação a contratos em investigação. Eles teriam ainda sido informados de que poderiam ficar sem os pagamentos de abril. 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia