Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 25 de abril de 2017. Atualizado às 23h17.

Jornal do Comércio

Geral

COMENTAR | CORRIGIR

Assistência social

Notícia da edição impressa de 26/04/2017. Alterada em 25/04 às 22h48min

Fasc altera estrutura de atendimento em abrigos

A Fundação de Assistência Social (Fasc) publicou ontem edital que prevê mudanças no funcionamento de 10 abrigos para crianças e adolescentes da Capital. A partir desse edital, as instituições conveniadas receberão um valor per capita e arcarão com 100% das despesas de acolhimento e funcionamento. Isso já acontece, atualmente, em nove dos 22 abrigos.
Hoje, o sistema funciona com rede própria ou híbrida, em que a instituição conveniada recebe um valor per capita para provimento do salário de dois terços dos trabalhadores, mas não arca com a locação do imóvel, telefone, veículo, materiais de alojamento, materiais de consumo, alimentação, passes assistenciais, manutenção e o terço restante de recursos humanos, de responsabilidade da prefeitura; e 100% conveniada, na qual as entidades são responsáveis pelo processo de acolhimento e de infraestrutura. Apenas os abrigos residenciais 7 e 8, considerados porta de entrada para o acolhimento, continuarão sendo da rede própria. 
CONTINUE LENDO ESTA NOTÍCIA EM NOSSA EDIÇÃO PARA FOLHEAR
CLIQUE AQUI PARA ACESSAR
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia