Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 05 de abril de 2017. Atualizado às 16h29.

Jornal do Comércio

Geral

COMENTAR | CORRIGIR

saúde

Alterada em 05/04 às 16h32min

Campanha de vacinação contra gripe em Porto Alegre começa em 17 de abril

A meta é imunizar 90% de cada população-alvo

A meta é imunizar 90% de cada população-alvo


Marcelo G. Ribeiro/JC
A prefeitura de Porto Alegre divulgou hoje as datas da campanha nacional de vacinação contra a gripe na Capital, que ocorrerá entre 17 de abril e 26 de maio. A meta é imunizar 90% de cada população-alvo, de acordo com a norma estabelecida pelo Ministério da Saúde. Para os trabalhadores da saúde, a vacinação estará disponível entre os dias 10 e 17 de abril.
Deverão ser imunizados idosos com mais de 60 anos, gestantes, puérperas até 45 dias após o parto, crianças de seis meses a menores de cinco anos, população indígena, pessoas entre cinco e 59 anos portadoras de doenças crônicas não transmissíveis e condições clínicas especiais, apenados e funcionários do sistema prisional, adolescentes e jovens de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas e, a novidade, professores das redes pública e privada.
A vacina estará disponível em 140 salas de imunização da rede municipal. O atendimento à população ocorrerá de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h. O sábado, 13 de maio, será o Dia D de Mobilização Nacional, com atendimento ao público-alvo da campanha em todas as unidades de saúde, das 8h às 17h.
A vacina disponível em 2017 tem diferença em relação ao ano anterior, de acordo com recomendação da Organização Mundial da Saúde (OMS), e é produzida pelo Instituto Butantan e Instituito Butantan/Sanofi Pasteur-França. De acordo com estudos, a vacinação pode reduzir entre 32% e 45% o número de hospitalizações por pneumonia e de 39% a 75% a mortalidade global por influenza. 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia