Porto Alegre, terça-feira, 02 de maio de 2017. Atualizado às 14h36.

Jornal do Comércio

Galeria de imagens

Forças de segurança reprimem protestos contra Maduro na Venezuela

As forças de segurança da Venezuela voltaram a reprimir protestos convocados nesta quinta-feira (20) por adversários do presidente Nicolás Maduro, um dia depois de confrontos entre policiais e manifestantes deixarem três mortos e 200 feridos no país. Policiais usaram bombas de gás lacrimogêneo para dispersar manifestantes em diferentes pontos de concentração em Caracas. O governo Maduro, que também tem convocado seus apoiadores para "defender a pátria nas ruas", acusa a oposição de estimular a violência nos protestos. Além disso, as autoridades dizem que os comentários dos Estados Unidos sobre a situação no país representam um "intervencionismo sistemático". Por sua vez, a oposição culpa Maduro pela violência, acusando o governo de armar milícias e ordenar que as forças de segurança reprimam os protestos.
 

FOTO JUAN BARRETO/AFP/JC
20/04/2017 - 17h04min