Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, domingo, 16 de abril de 2017. Atualizado às 22h33.

Jornal do Comércio

Esportes

COMENTAR | CORRIGIR

Campeonato Gaúcho

Notícia da edição impressa de 17/04/2017. Alterada em 16/04 às 21h18min

Grêmio fica no 1 a 1 com o Novo Hamburgo

Noia, de Jardel, parou o Tricolor, de Luan, garantindo o empate na Arena

Noia, de Jardel, parou o Tricolor, de Luan, garantindo o empate na Arena


CLAITON DORNELLES/CLAITON DORNELLES/JC
Definitivamente, os grandes do Estado não estão tendo vida fácil nesta reta final do Campeonato Gaúcho. Ontem, na Arena, o Grêmio ficou no 1 a 1 com o Novo Hamburgo, na primeira partida das semifinais do regional. Desta forma, a vantagem fica com o time do Vale, que precisa de um empate sem gols para chegar à decisão. Com isso, para se classificar, o clube de Porto Alegre precisa vencer ou empatar a partir de dois gols. Repetição do placar leva a decisão para os pênaltis.
O time do técnico Renato Portaluppi terá um adversário a mais no próximo domingo, no Estádio do Vale. Antes dessa decisão, nesta quinta-feira, Grêmio enfrenta o Guaraní, no Paraguai, pela terceira rodada do Grupo 8 da Copa Libertadores.
O primeiro tempo não foi nada empolgante, muito pelo contrário. As duas equipes pouco criaram, e o jogo foi muito truncado, principalmente pelo grande número de faltas cometidas pela equipe do Interior. Na volta do intervalo, os donos da casa deram a impressão de que teriam uma postura diferente, já que conseguiram abrir o marcador logo aos dois minutos. Marcelo Oliveira fez grande jogada pela esquerda, deu um corte em Léo e cruzou de pé direito na segunda trave. Ramiro se atirou e conseguiu bater cruzado de carrinho para tirar o zero do marcador.
A festa da torcida gremista, no entanto, durou pouco. O Noia passou a pressionar e conseguiu deixar tudo igual aos 11 minutos. Amaral cobrou lateral para dentro da área, a zaga gremista afastou e a bola sobrou para Juninho. O camisa 10 acertou uma bomba tão forte que não deu nem tempo do goleiro Marcelo Grohe chegar na bola.
A partida seguiu equilibrada nos 30 minutos restantes. Os dois times passaram a sair mais para o jogo, em busca do gol. E foi o Novo Hamburgo quem chegou mais perto. João Paulo recebeu na área e rolou para Juninho, que mandou outra bomba, mas desta vez acertou a trave. Na sobra, Lucas Santos isolou, sem goleiro. No último lance da partida, Lucas Barrios quase virou, mas não chegou a tempo, e a bola se perdeu pela linha de fundo.
Agora, Portaluppi começa a preparar o time para o enfrentamento diante dos paraguaios, na quinta-feira, pelo torneio continental. Sem muito tempo, terá apenas o sábado e o domingo para a partida de volta contra o Novo Hamburgo.
Grêmio 1 x 1 Novo Hamburgo
Marcelo Grohe; Edílson, Pedro Geromel, Kannemann e Marcelo Oliveira; Maicon e Ramiro; Léo Moura (Lucas Barrios), Miller Bolaños (Lincoln) e Pedro Rocha (Everton); Luan. Técnico: Renato Portaluppi.
Matheus; Léo (Renan), Julio Santos, Pablo e Assis; Amaral, Preto (Tiago Ott), Jardel e Juninho; Branquinho (Lucas Santos) e João Paulo. Técnico: Beto Campos.
Árbitro: Diego Real
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia