Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 06 de abril de 2017. Atualizado às 00h19.

Jornal do Comércio

Esportes

COMENTAR | CORRIGIR

Copa Sul-Americana

06/04/2017 - 00h18min. Alterada em 06/04 às 00h20min

Fluminense derrota o Liverpool do Uruguai e abre boa vantagem na Sul-Americana

Henrique Dourado (ao centro), abriu o placar para o Fluminense

Henrique Dourado (ao centro), abriu o placar para o Fluminense


Rudy TRINDADE/AFP/JC
Em sua estreia na Copa Sul-Americana, nesta quarta-feira (5), no estádio do Maracanã, no Rio, o Fluminense dominou a equipe uruguaia do Liverpool e não teve dificuldades para vencer por 2 a 0. O placar foi construído ainda no primeiro tempo. O jogo de volta será em 10 de maio, em Montevidéu, e o clube tricolor poderá perder por até um gol de diferença que estará classificado. Se fizer um fora de casa, poderá ser derrotado até por dois de diferença.
No primeiro tempo, o Fluminense só levou um grande susto: logo no segundo lance do jogo, Orejuela saiu jogando errado, Royón roubou a bola e iniciou ataque. Na sequência, Wendel cometeu falta em De La Cruz, cobrada por ele mesmo. A bola quicou, Diego Cavalieri rebateu e ela sobrou para Royól, que na cara do gol chutou por cima. O atacante uruguaio estava impedido, mas a irregularidade não foi marcada - se o lance terminasse em gol, causaria uma grande confusão.
Mas o Fluminense se recuperou do susto e passou a dominar o jogo A primeira finalização foi aos 8 minutos, quando Richarlison exigiu boa defesa de De Amores. E, aumentando a pressão, o primeiro gol saiu aos 23: em bela jogada individual pelo lado direito, Wellington cruzou e Henrique Dourado desviou com o pé direito. O goleiro De Amores chegou a tocar a bola com a mão, mas não conseguiu evitar o gol.
Logo depois, aos 25 minutos, uma confusão antes da cobrança de uma falta para o Liverpool: Richarlison e Royón se envolveram em um empurra-empurra e o uruguaio cuspiu no rosto do brasileiro. Os dois receberam cartão amarelo.
O time carioca continuou pressionando e teve chances, mas só ampliou aos 39 minutos. Sornoza cruzou da esquerda, Martín Díaz afastou de cabeça e na briga pelo rebote a bola sobrou para Richarlison chutar de voleio para o gol. A bola desviou na zaga e entrou.
No segundo tempo, o clube carioca manteve o domínio, mas não transformou em gol nenhuma das várias chances. Em uma delas, aos 44 minutos, Renato Chaves cabeceou e a bola passou à direita do gol, a milímetros da trave. Na última, aos 47, Calazans chutou para fora.
Agora o Fluminense volta a se concentrar no Campeonato Carioca. Seu próximo jogo será neste domingo contra o Botafogo, no estádio do Engenhão, no Rio, pela semifinal da Taça Rio, o segundo turno do Estadual. A partida não tem grande importância porque o time já está classificado para as semifinais do Carioca, quando vai enfrentar o Vasco.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia