Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 26 de abril de 2017. Atualizado às 11h23.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

conjuntura

Alterada em 26/04 às 11h28min

Confiança do comércio volta a ficar positiva ao atingir 102,3 pontos

Agência Brasil
O Índice de Confiança do Empresário do Comércio ficou em 102,3 pontos em abril, 2,1% a mais do que o total de março (99,9 pontos). Com o resultado, a confiança superou os 100 pontos em uma escala de zero a 200, e voltou para a chamada zona de avaliação positiva (acima dos 100 pontos). Essa é a primeira vez desde fevereiro de 2015 que o indicador fica na zona positiva.
Na comparação com março, a principal melhora ocorreu nas avaliações sobre as condições atuais (5,6%), devido ao aumento de pontos na avaliação sobre o setor (7,2%), sobre a economia (6%) e sobre seu próprio negócio (4,2%).
Os empresários também estão mais otimistas (0,6%), devido a melhoras nas expectativas sobre a economia (0,8%), seu negócio (0,7%) e o setor (0,4%). As intenções de investimentos também melhoraram (3,2%) com aumento na expectativa de contratação de funcionários (4,6%), nos investimentos na empresa (3,1%) e na avaliação sobre os estoques (1,5%).
Na comparação com abril de 2016, o Índice de Confiança do Empresário do Comércio cresceu 27,7% com melhoras nas avaliações sobre a situação atual (65,3%), sobre o futuro (21,7%) e sobre as intenções de investimentos (16,1%).
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia