Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 25 de abril de 2017. Atualizado às 18h34.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Mercado Financeiro

Alterada em 25/04 às 18h38min

Bolsas de Nova Iorque fecham em alta, impulsionadas por balanços e Trump

As bolsas de Nova Iorque fecharam em alta nesta terça-feira (25), beneficiadas por balanços corporativos positivos. Além disso, os investidores mantiveram o foco nos sinais do governo do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, que deve anunciar nesta quarta-feira (26), seu plano de reforma tributária.
O índice Dow Jones fechou em alta de 1,12%, em 20.996,12 pontos, o Nasdaq avançou 0,70%, em 6.025,49 pontos, em nível recorde e superando pela primeira vez os 6 mil pontos, e o S&P 500 teve alta de 0,61%, para 2.388,61 pontos.
Companhias que integram o S&P 500 têm divulgado resultados trimestrais melhores que o esperado, disse nesta semana o Bank of America Merrill Lynch. Segundo o banco, a parcela de companhias que superam as estimativas dos analistas tanto em vendas quanto em lucro por ação subiu ao nível mais alto desde 2012 nos EUA. Investidores disseram que resultados sólidos de companhias devem ajudar os índices a se manterem em alta, embora também mostrem preocupações de que papéis estejam excessivamente valorizados.
O mercado acionário poderia também receber um impulso do plano tributário desta semana, que segundo o governo Trump será divulgado nesta quarta-feira.
Entre as ações em destaque, Caterpillar, que integra o índice Dow Jones, teve alta de 7,9%, seu maior avanço porcentual desde 2011. O resultado ocorreu após a companhia elevar suas projeções para este ano. O papel do McDonald's, por sua vez, avançou 5,6%, após a companhia registrar um aumento em suas vendas no balanço divulgado hoje.
DuPont teve alta de 3,6%, após a companhia informar que suas vendas subiram no primeiro trimestre e diante de sua fusão pendente com a Dow Chemical, que deve ocorrer até agosto.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia