Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 24 de abril de 2017. Atualizado às 10h03.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Mercado Financeiro

Dólar recua com eleições na França e revisões de IPCA no radar

O dólar opera em baixa desde a abertura da sessão desta segunda-feira (24). Os agentes de câmbio precificam o viés de baixa externo da moeda americana em reação ao resultado do primeiro turno das eleições na França e a queda dos juros futuros na esteira das revisões para baixo no Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) para 2017 e 2018 na pesquisa Focus.

Os mercados globais reagem à vantagem de domingo do candidato centrista Emmanuel Macron na eleição presidencial da França. Macron vai disputar o segundo turno do pleito com Marine Le Pen, da extrema direita, no dia 7 de maio.

Nos mercados como um todo também há expectativas pelo anúncio de uma "grande reforma tributária" a ser feito pelo presidente dos EUA, Donald Trump, que poderá acontecer na quarta-feira ou pouco depois disso, segundo disse Trump em entrevista à Associated Press no domingo.

Enquanto a moeda norte-americana opera em baixa no exterior (Dollar Index recuava 0,96% na manhã desta segunda), os Futuros de Nova Iorque e o rendimento dos Treasuries se valorizam no período da manhã. Os mercados de ações europeus também mostram fortes altas.

Na Pesquisa Focus, o mercado reduziu a expectativa para o IPCA em 2017 de 4,06% para 4,04% - bem abaixo do centro da meta de inflação (4,5%). Já a projeção para o IPCA de 2018 foi de 4,39% para 4,32%. A projeção para Selic foi mantida em 8,50% para 2017 e 2018. Para a taxa de câmbio, a estimativa se manteve em R$ 3,23 no encerramento de 2017 e, para 2018, a projeção caiu para R$ 3,28, ante R$ 3,40 anteriormente.

Às 9h40min, o dólar à vista caía 1,04%, aos R$ 3,1226. O dólar futuro para maio recuava 0,87%, aos R$ 3,1270.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia