Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, domingo, 23 de abril de 2017. Atualizado às 22h41.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Inovação

Notícia da edição impressa de 24/04/2017. Alterada em 23/04 às 21h11min

Mastercard apresenta novo cartão biométrico

A ferramenta utiliza uma tecnologia de escaneamento de impressões digitais

A ferramenta utiliza uma tecnologia de escaneamento de impressões digitais


MASTERCARD/DIVULGAÇÃO/JC
Em tempos de grande insegurança no mundo físico e digital, com clonagens e outros golpes, a Mastercard aposta na biometria para verificar a identidade do titular do cartão nas compras em lojas físicas. A empresa apresentou ao mercado o que está chamando de futura geração de cartão biométrico, que combina tecnologia de chip com impressões digitais. A ferramenta utiliza uma tecnologia de escaneamento de impressões digitais, usada atualmente para fazer pagamentos pela internet, que pode ser usada em terminais no mundo todo.
Para utilizar o sistema, o usuário deve habilitar o seu cartão, registrando-se em sua instituição financeira. Feito isso, a sua impressão digital é convertida em um modelo digital criptografado que é armazenado no cartão e, então, o cartão estará pronto para ser usado nos terminais. Ao comprar e pagar em loja física, o cartão biométrico funciona como qualquer outro com chip. O portador insere seu cartão no terminal de um revendedor, enquanto coloca o dedo no sensor embutido. A impressão digital é comparada com o modelo armazenado no cartão previamente e, se a biometria corresponder, a transação será aprovada sem o cartão nunca ter saído da mão do consumidor.
CONTINUE LENDO ESTA NOTÍCIA EM NOSSA EDIÇÃO PARA FOLHEAR
CLIQUE AQUI PARA ACESSAR
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia