Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 19 de abril de 2017. Atualizado às 17h12.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

empresas

19/04/2017 - 13h48min. Alterada em 19/04 às 17h13min

Governo do Estado lança ferramenta para abrir e fechar empresas pela internet

Ferramenta foi lançada durante evento no Palácio Piratini

Ferramenta foi lançada durante evento no Palácio Piratini


Daniela Barcellos/Palácio Piratini/JC
Abrir e fechar empresas vai ficar mais fácil no Rio Grande do Sul. O governo gaúcho lançou nesta quarta-feira (19) a Junta Digital, ferramenta que vai permitir que empresas sejam abertas, alteradas ou fechadas pela internet, sem a necessidade de documentos em papel. O serviço é oferecido pela Junta Comercial, Industrial e Serviços do Rio Grande do Sul (Jucis), que passa a ter nova nomenclatura a partir de hoje, vinculada a Secretaria do Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia. O prazo de abertura de empresas pode passar para 30 dias no Estado com o lançamento da ferramenta.
O Rio Grande do Sul é o segundo estado brasileiro a aderir ao projeto, que visa integrar todas as bases de dados das juntas comerciais do país, com a parceria do Sebrae. O primeiro estado a implantar o modelo foi Minas Gerais.
O objetivo do serviço é desburocratizar o processo. “A Junta Digital é a prestação de serviço de registro empresarial totalmente feita pela internet, com assinatura digital, segurança jurídica e confiabilidade que garantirá aos empresários mais rapidez e comodidade”, assegura o presidente da Junta Comercial, Industrial e Serviços (Jucis), Paulo Roberto Kopschina. Os requisitos para a utilização do sistema preveem, além de acesso à internet, Certificado Digital A 3 (e-CPF), para assinar o documento eletrônico e arquivo em PDF.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia