Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 18 de abril de 2017. Atualizado às 08h10.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

mercado financeiro

Alterada em 18/04 às 08h11min

Bolsas chinesas ampliam perdas, mas outras asiáticas têm ganhos modestos

As bolsas chinesas fecharam em baixa nesta terça-feira (18), ainda diante de temores de que Pequim amplie esforços para combater negócios especulativos, mas outros mercados asiáticos exibiram ganhos modestos, em meio à amenização de preocupações geopolíticas.
Principal índice acionário chinês, o Xangai Composto recuou 0,79%, a 3.196,71 pontos, enquanto o menos abrangente Shenzhen Composto caiu 0,62%, a 1.946,42 pontos.
Como no pregão anterior, os negócios na China continuaram pressionados após o principal regulador de valores mobiliários do país, Liu Shiyu, apelar às bolsas domésticas, no fim de semana, que fortaleçam sua regulação e punam eventuais violações com severidade.
Entre ontem e hoje, o Xangai acumulou perdas de 1,6%, a maior para duas sessões desde dezembro.
Seguindo a China continental, o Hang Seng terminou o dia com baixa de 1,39%, a 23.924,54 pontos, depois de não operar nos dois dias úteis anteriores devido ao feriado de Páscoa.
O fraco desempenho dos mercados chineses veio apesar de uma série recente de indicadores positivos do gigante asiático. Números oficiais mostraram que o PIB chinês do primeiro trimestre e a produção industrial e vendas no varejo de março superaram as expectativas.
Em outras partes da Ásia, a falta de novidades sobre o clima de tensão entre EUA e Coreia do Norte permitiu aos investidores retomar compras, ainda que de forma contida.
Em Tóquio, o Nikkei subiu 0,35%, a 18.418,59 pontos, mas sem ímpeto de valorização antes da temporada de balanços japoneses, que terá início na próxima semana. Já em Seul, o sul-coreano Kospi teve ganho marginal de 0,13%, a 2.148,46 pontos, enquanto em Taiwan, o Taiex avançou 0,31%, a 9.746,56 pontos, e em Manila, o filipino PSEi ficou estável, em 7.588,98 pontos.
Na Oceania, a bolsa australiana, também na volta do feriado de Páscoa, encerrou o pregão no menor nível em três semanas, com queda de 0,9% no índice S&P/ASX 200, a 5.836,70 pontos.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia