Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 14 de abril de 2017. Atualizado às 09h14.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Mercado financeiro

Alterada em 14/04 às 09h20min

Bolsas de China e Japão fecham em baixa ante preocupações com a Coreia do Norte

As bolsas asiáticas fecharam em baixa nesta sexta-feira (14) e o iene bateu máximas durante a sessão, diante das preocupações com a Coreia do Norte, após uma graduada autoridade do regime de Pyongyang dizer que os Estados Unidos tornam-se "mais viciosos e mais agressivos" durante o governo do presidente Donald Trump.
Há a preocupação de que possa ocorrer alguma ação da Coreia do Norte. A imprensa estatal do país disse que o feriado nacional deste sábado, aniversário do fundador do país, Kim Il Sung, poderia ter uma demonstração de força. "Nós iremos para a guerra se eles [americanos] quiserem", afirmou o vice-ministro das Relações Exteriores norte-coreano, Han Song Ryol, em entrevista à agência Associated Press.
Os investidores nos mercados asiáticos que não estavam fechados por causa do feriado da Sexta-Feira Santa reduziram a exposição aos ativos de risco e buscaram maior segurança, privilegiando por exemplo o iene, o que impulsionou a moeda. O iene ganhou força após a divulgação da entrevista pela Associated Press.
Na Bolsa de Tóquio, o índice Nikkei fechou em baixa de 0,49%, em 18.335,63 pontos, marcando nova mínima em quatro meses no fechamento.
Outras praças asiáticas, porém, tiveram desempenho ainda pior. Em Taiwan, o índice Taiex teve queda de 1,1%, seu pior dia neste ano, o que contribuiu para o maior recuo semanal na Bolsa de Taiwan em 2017. Na Coreia do Sul, o índice Kospi caiu 0,64%, a 2.134,88 pontos. Na semana, o Kospi caiu 0,8%, seu pior resultado em cinco meses.
Na China, os mercados tampouco se saíram bem. A Bolsa de Xangai fechou em queda de 0,9%, em 3.246,07 pontos, e a de Shenzhen recuou 1,4%, para 1.986,65 pontos. Entre as maiores quedas estiveram ações dos setores ligados a portos, transportes e rodovias. O sentimento foi prejudicado por rumores de que fundos especulativos devem retirar dinheiro de ações de pequenas empresas, em um momento onde os investidores já se preocupam com o processo de aperto regulatório no país. O feriado da Sexta-Feira Santa manteve fechados os mercados de Hong Kong, Austrália, Nova Zelândia, Filipinas e Cingapura. 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia