Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 13 de abril de 2017. Atualizado às 19h50.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

consumo

13/04/2017 - 15h07min. Alterada em 13/04 às 19h56min

Gramado espera atrair 500 mil pessoas para comemoração de Páscoa

Chocolaterias de Gramado têm produção em capacidade máxima para atender à demanda

Chocolaterias de Gramado têm produção em capacidade máxima para atender à demanda


JOÃO MATTOS/JC
A organização da Páscoa em Gramado - evento que acontece na cidade da Serra gaúcha até o dia 16 de abril - espera receber 500 mil pessoas até o fim do período e que movimentam o mercado de chocolates. Conforme a Associação das Indústrias de Chocolate de Gramado (Achoco), as vendas do doce devem representar um aumento nas vendas entre 5% e 8% em relação ao ano de 2016. O evento conta ainda com 40 atividades gratuitas durante todos os dias. O investimento total da Páscoa em Gramado é de R$ 600 mil, o dobro do ano anterior.
Nove das principais chocolaterias de Gramado estão mobilizadas para a festa. Caracol Chocolates, Canto Doce, Chocolataria Gramado, Do Parke, Florybal, Gramadense, Lugano, Planalto e Prawer estão com a produção a todo vapor, com média de 29 mil ovos produzidos por dia. A cidade ainda é a o 5ª maior consumidora de chocolate no mundo.
As empresas ainda estão apostando em produtos para públicos com restrição ou gostos específicos. Opções com 85% de cacau, diet, fit e também para os intolerantes estão disponíveis na maioria das lojas.
Além de Gramado, outras cidades da serra oferecem uma programação de Páscoa para toda a família.

Consumidores preferem dar outros presentes a chocolate na Páscoa, revela CDL 

Nesta semana, uma pesquisa realizada pela CDL Porto Alegre apontou que, pelo menos em Porto Alegre, a expectativa de compras em relação à Páscoa inclui mais do que apenas os tradicionais chocolate. A maioria dos 80 entrevistados (40%) respondeu que pretende dar outros presentes além do doce, como roupas (16%) e brinquedos (10%). 
Em contrapartida, 21% se mostraram leais ao coelhinho e garantiram que não almejam comprar nada além do tradicional chocolate. Do total de entrevistados, 12,5% ainda observaram que não pretendem dar presentes nesta Páscoa. Vale registrar que os ovos de Páscoa tiveram alta de preço acima de 10%, em relação ao ano anterior.
A mesma enquete revelou que a metade dos consumidores planeja realizar as compras para a data em mercados e supermercados, 13,8% em feiras temáticas e 12,5% em lojas de departamento. Na média, ainda segundo o levantamento da CDL POA, os gastos com os presentes devem ficar em R$ 120, o que, para 42,5% dos participantes, representa o mesmo valor investido em 2016.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia