Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 12 de abril de 2017. Atualizado às 00h34.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

mineração

Notícia da edição impressa de 12/04/2017. Alterada em 11/04 às 23h34min

BRDE assina financiamento de R$ 31,58 milhões para a Mina do Seival

Mina fornecerá para a termelétrica Pampa Sul, que está em construção

Mina fornecerá para a termelétrica Pampa Sul, que está em construção


DANIEL WARMLING/DANIEL WARMLING/DIVULGAÇÃO/JC
O Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE) e a Seival Sul Mineração assinam hoje contrato de financiamento, no valor de R$ 31,58 milhões, de um investimento total de R$ 86,32 milhões para implantação da unidade de extração e beneficiamento de carvão da Mina do Seival, em Candiota, na região da Campanha.
O ato de assinatura ocorrerá na tarde de hoje no Palácio Piratini. A Seival Sul tem participação acionária da Copelmi Mineração (70%), que detém 80% do mercado privado de carvão industrial, e da Eneva S.A. (30%).
Durante a fase de operação, a Mina do Seival, com capacidade de produção de 2,82 milhões de toneladas/ano, criará cerca de 217 empregos diretos ao longo de 25 anos, no mínimo, gerando também arrecadação de tributos em uma região deprimida economicamente do Estado. No pico da obra, serão gerados 1,8 mil empregos diretos. A mina fornecerá carvão para a termelétrica Pampa Sul/Miroel Wolowski, da Engie Tractebel Energia, que está sendo construída em Candiota.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia