Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 05 de abril de 2017. Atualizado às 12h08.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

empresas

Alterada em 05/04 às 12h12min

STJ inclui na pauta de 6 de abril processo sobre prazos de entrega da Via Varejo

Está na pauta de julgamentos da Terceira Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ), na quinta-feira, um recurso da Via Varejo a respeito de processo que questiona o cumprimento de regras sobre prazos de entrega dos produtos a consumidores.
O Ministério Público do Estado moveu uma ação civil pública alegando que a marca Pontofrio, uma das bandeiras da Via Varejo junto com as Casas Bahia, não inseria nas condições gerais dos contratos de adesão os prazos para entrega de seus produtos e nem definia penalidade para o caso de os prazos não serem descumpridos.
Decisão em primeira instância em 2010 considerou que a ação era parcialmente procedente e condenou a empresa a inserir nos contratos multa sobre o valor de venda no caso de descumprimento dos prazos de entrega.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia