Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 05 de abril de 2017. Atualizado às 12h08.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Mercado Imobiliário

05/04/2017 - 12h08min. Alterada em 05/04 às 12h09min

Preço dos imóveis em Porto Alegre registra queda em março

Preço por metro quadrado para venda em Porto Alegre em março ficou em R$ 5.676,00

Preço por metro quadrado para venda em Porto Alegre em março ficou em R$ 5.676,00


LOTTICI/DIVULGAÇÃO/JC
O índice FipeZap apontou queda de 0,03% em março nos preços de imóveis para venda em Porto Alegre. No ano, o setor acumula alta de 0,1%, e em 12 meses os preços avançaram 3,2% na capital gaúcha. Em fevereiro, o mercado havia experimentado uma leve alta de 0,06%. O metro quadrado para venda na Capital ficou em R$ 5.676 em março, 12º mais alto dos mercados monitorados. O valor médio foi de R$ 7.698,00 nas 20 cidades incluídas no FipeZap, que se baseia nos preços disponíveis na internet. Rio de Janeiro ostenta o metro médio mais alto de R$ 10.221,00.  
Na média geral, o índice se manteve praticamente estável no primeiro trimestre de 2017, com alta de 0,09%. No acumulando de 12 meses, a alta é de 0,77%. Para março, os preços tiveram queda de 0,04%, depois de terem subido 0,13% em fevereiro. Os dados revelam que a variação de preços das unidades na média das 20 cidades está abaixo da inflação. Para compor o percentual da inflação, o FipeZap considera os dados até fevereiro e agrega a projeção do relatório Focus, do Banco Central, pois o IPCA de março ainda foi divulgado. Por esse sistema, o índice é de 0,23% em março, de 0,94% no trimestre e de 4,55% em 12 meses. 
Onze das 20 cidades pesquisadas apresentaram recuo nos preços em março, frente a fevereiro. Apenas Belo Horizonte (0,49%) e Vila Velha (0,27%) superaram a inflação. Em 12 meses, cinco das 20 localidades registraram queda nos preços. Foram elas Rio de Janeiro (-1,97%), Distrito Federal (-1,10%), Fortaleza (-1,16%), Niterói (-2,3%) e Goiânia (-3,73%). Já os preços em Belo Horizonte (alta de 7,94%) e Curitiba (5,04%) apresentaram variações superiores à inflação acumulada.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia