Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 04 de abril de 2017. Atualizado às 23h42.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Mercado Financeiro

Bolsas asiáticas sobem com volta de mercados chineses, mas cautela persiste

As bolsas asiáticas fecharam em alta nesta quarta-feira (5), lideradas pelas chinesas, que voltaram de um feriado de dois dias exibindo robustos ganhos em reação a novidades sobre um novo projeto de infraestrutura na segunda maior economia do mundo. O clima de cautela, no entanto, persistiu antes de uma reunião dos presidentes dos EUA, Donald Trump, e da China, Xi Jinping, e de novos dados do mercado de trabalho americano.

Recuperando-se das perdas que mostrou no fim da semana passada, o índice chinês Xangai Composto subiu 1,48% hoje, encerrando o pregão a 3.270,31 pontos, enquanto o Shenzhen Composto, que reúne empresas de menor valor de mercado, avançou 1,85%, a 2.023,20 pontos.

O bom humor nos mercados da China, que não operaram ontem e na segunda-feira devido a um feriado nacional, veio após notícia divulgada no fim de semana de que o governo chinês pretende acelerar planos de desenvolver uma nova zona econômica numa área cerca de 100 quilômetros a sudoeste de Pequim.

Mais de 40 ações de empresas chinesas ligadas à chamada nova zona econômica especial de Xiongan atingiram o limite de valorização de 10% nesta quarta.

No Japão, o Nikkei teve alta modesta de 0,27%, a 18.861,27 pontos, depois de atingir o menor nível em dez semanas na sessão anterior. Na Bolsa de Hong Kong, que ontem ficou fechada em função de um feriado, o Hang Seng registrou ganho de 0,57%, a 24.400,80 pontos.

Em outras partes da região asiática, o Taiex subiu 1,41% em Taiwan, a 9.949,48 pontos, após retornar também de dois dias de feriado, enquanto o filipino PSEi avançou 1,85% em Manila, a 7.584,21 pontos, mas o sul-coreano Kospi ficou estável em Seul, a 2.160,85 pontos.

Apesar do tom positivo, investidores da Ásia mantiveram-se cautelosos antes do encontro de Trump e de Xi Jinping, que começará amanhã, e do relatório de emprego dos EUA, que será divulgado na sexta-feira e tem forte influência nas decisões de juros do Federal Reserve (Fed, o banco central americano). Antes disso, na tarde de hoje, o Fed publica a ata de sua última reunião de política monetária.

Na noite de ontem, a Coreia do Norte fez um novo teste com míssil, segundo autoridades em Seul, dias após Trump afirmar em entrevista ao Financial Times que os EUA poderão agir sozinhos para conter a ameaça nuclear do regime norte-coreano.

Na Oceania, a bolsa australiana foi impulsionada pelo bom desempenho de ações de mineradoras e petrolíferas. O índice S&P/ASX 200 avançou 0,3% em Sydney, a 5.876,20 pontos, aproximando-se do maior nível em 23 meses que atingiu na semana passada.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia