Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 03 de abril de 2017. Atualizado às 19h08.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

consumo

Alterada em 03/04 às 19h10min

Mastercard: vendas no varejo caem 2,3% em fevereiro; e-commerce cresce 26,7%

Um indicador criado pela operadora de cartões de crédito Mastercard para medir o desempenho do consumo aponta que as vendas no varejo brasileiro caíram 2,3% em fevereiro ante igual mês do ano passado. No entanto, o e-commerce, que são as transações feitas pela internet, mostrou crescimento de 26,7% na mesma comparação.
Para o restante do ano, a expectativa é de cautela. "O ambiente econômico permanece desafiador, mostrando um panorama de desemprego crescente, o que, consequentemente, impacta negativamente a massa salarial. Mesmo com esse cenário, é importante pontuar que a confiança do consumidor teve um importante crescimento em fevereiro, comparada a janeiro de 2017", afirma Kamalesh Rao, diretor de Pesquisa Econômica da Mastercard Advisors. "Nesse cenário, há a probabilidade de haver uma retomada gradual do varejo durante os próximos meses", acrescenta Rao.
Lançado no Brasil no começo de 2013, o indicador da Mastercard, batizado de SpendingPulse, é baseado nas atividades de vendas na rede de pagamentos da operadora, juntamente com as estimativas para todas as outras formas de pagamento, incluindo dinheiro e cheque. A empresa ressalta que o levantamento não reflete ou se relaciona com o desempenho operacional e financeiro da Mastercard.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia