Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 03 de abril de 2017. Atualizado às 16h21.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

mercado financeiro

Alterada em 03/04 às 16h22min

Ouro fecha em alta em Nova Iorque após dado da indústria dos EUA

O ouro chegou a cair mais cedo nesta segunda-feira, mas inverteu o sinal após um dado modesto do setor industrial nos Estados Unidos. Além disso, a cautela com o cenário geopolítico beneficiou o metal, mesmo em um dia de dólar um pouco mais forte.
O ouro para entrega em abril fechou em alta de US$ 3,50 (0,28%), a US$ 1.250,80 a onça-troy, na Comex, divisão de metais da New York Mercantile Exchange (Nymex). O metal chegou a recuar a US$ 1.243,60 a onça-troy, na mínima do dia.
O índice de atividade industrial dos EUA medido pelo Instituto para Gestão da Oferta (ISM, na sigla em inglês) caiu de 57,7 em fevereiro para 57,2 em março, abaixo da previsão de 57,5 dos analistas ouvidos pelo Wall Street Journal.
Alguns participantes do mercado acreditam que o número mais modesto da indústria pode levar o Federal Reserve (Fed, o banco central americano) a esperar mais para apertar a política monetária. A perspectiva de juros mais baixos tende a impulsionar o ouro, que compete com investimentos que pagam retorno quando os juros sobem.
Houve cautela também após a notícia de que ocorreu uma explosão na Rússia, que pode ter sido um ataque terrorista. A maior busca por segurança tende a beneficiar o ouro. O movimento de alta ocorreu hoje mesmo em dia de valorização do dólar, o que torna o metal mais caro para os detentores de outras divisas.
Mais adiante, há a expectativa de que o metal precioso se valorize neste mês, diante das incertezas com as eleições francesas, disse em nota a clientes Edward Meir, estrategista da INTL FC Stone. Alguns investidores compram ouro durante momentos de turbulência, com a avaliação de que ele mantém mais valor que outros ativos quando os mercados se tornam mais voláteis. 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia