Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 06 de abril de 2017. Atualizado às 00h09.

Jornal do Comércio

Colunas

COMENTAR | CORRIGIR

Frases e Personagens

Notícia da edição impressa de 06/04/2017. Alterada em 05/04 às 21h00min

Frases e personagens

"Na lista fechada, quem, em última análise, vai classificar os eleitos, pela ordem descendente, são os partidos políticos. Pela Constituição, o partido político faz o meio de campo entre o eleitor e o candidato. Pela lista fechada, o candidato faz o meio de campo entre o eleitor e o partido. Vamos trocar uma democracia por 'partidocracia'." Ayres Britto, ex-presidente do Supremo Tribunal Federal.
"A presidente Dilma Rousseff (PT) não sabia o que fazer no governo. O presidente Michel Temer (PMDB) parece que não tem o que fazer no governo." Renan Calheiros, líder do PMDB no Senado.
"Temer está oferecendo vinho envenenado aos soldados e estamos percebendo que quem toma o vinho morre eleitoralmente. Ele quer aprovar propostas terríveis que eliminam a popularidade de quem quer se reeleger em 2018. Eu não bebo desse vinho." Roberto Requião (PMDB-PR), senador, sobre a reforma da Previdência.
"O PSDB não tinha alternativa em 2014 a não ser entrar com a ação de cassação da chapa Dilma-Temer por causa de abuso de poder econômico na campanha eleitoral daquele ano. Na época, o PSDB não tinha muita alternativa, porque parecia que havia e, como está se vendo, houve abuso do poder econômico. E a Lava Jato tem feito um trabalho excepcional." Fernando Henrique Cardoso (PSDB), ex-presidente.
"Agora, a interpretação se pega os dois ou não, se é suficiente ou não, isso não cabe aos observadores nem aos políticos julgar. Mas uma cassação de Temer pelo Tribunal Superior Eleitoral e uma eleição indireta geraria confusão e iria piorar o já tumultuado cenário político no País. Já temos tantas dificuldades hoje." Também FHC.
"Nos últimos 10 anos, o Brasil aumentou o acesso de parcelas mais vulneráveis da população à escola. De 2005 a 2015, o acesso daqueles que têm de 4 a 17 anos aumentou principalmente entre a população parda e negra." Priscila Cruz, presidente do Todos pela Educação.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia