Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 29 de março de 2017. Atualizado às 01h24.

Jornal do Comércio

Política

COMENTAR | CORRIGIR

operação monte carlo

Notícia da edição impressa de 29/03/2017. Alterada em 29/03 às 01h21min

Delegado da PF tem pena de 22 anos

O delegado da Polícia Federal (PF) Fernando Antônio Hereda Byron Filho, acusado de atuar como informante do contraventor Carlinhos Cachoeira, foi condenado a 22 anos e nove meses de prisão. A Operação Monte Carlo identificou uma organização criminosa armada que atuava em Goiás desde 1999, liderada por Cachoeira.
CONTINUE LENDO ESTA NOTÍCIA EM NOSSA EDIÇÃO PARA FOLHEAR
CLIQUE AQUI PARA ACESSAR
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia