Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 27 de março de 2017. Atualizado às 22h29.

Jornal do Comércio

Política

COMENTAR | CORRIGIR

Operação Lava jato

Notícia da edição impressa de 28/03/2017. Alterada em 27/03 às 22h28min

PGR investiga dois saques em dinheiro vivo feitos por Renan

Um relatório de inteligência financeira aponta que o senador Renan Calheiros (PMDB-AL) fez dois saques em dinheiro vivo que totalizaram R$ 300 mil. O documento consta nos autos de um inquérito contra o peemedebista que tramita no Supremo Tribunal Federal (STF).
Em dezembro, o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, ofereceu ao STF denúncia contra Renan no âmbito da Lava Jato - o senador é acusado de cometer os crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro. Segundo a denúncia da Lava Jato, Renan teria recebido R$ 800 mil em propina por meio de doações da empreiteira Serveng. O deputado Aníbal Gomes (PMDB-CE) foi denunciado junto com Renan. Janot ainda pede a perda das funções públicas dos parlamentares.
CONTINUE LENDO ESTA NOTÍCIA EM NOSSA EDIÇÃO PARA FOLHEAR
CLIQUE AQUI PARA ACESSAR
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia