Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 15 de março de 2017. Atualizado às 14h38.

Jornal do Comércio

Política

COMENTAR | CORRIGIR

reforma da previdência

Alterada em 15/03 às 14h39min

Seria ruim mudar cronograma da reforma da Previdência, diz Rodrigo Maia

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse achar ruim qualquer tipo de alteração no calendário de votação da Reforma da Previdência na Casa. Ele reforçou que não haverá mudanças no cronograma preestabelecido. "O calendário continua o mesmo", ressaltou.
Maia trabalha com a ideia de votar a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) no plenário a partir da segunda quinzena de abril. Maia disse nesta quarta que, no momento, o governo está conseguindo esclarecer as dúvidas dos parlamentares. Nos bastidores, os governistas admitem que atualmente não há os 308 votos necessários para aprovar a PEC.
Questionado sobre a paralisia na definição das comissões permanentes, Maia disse que os colegiados ainda não estão funcionando por causa do impasse nas escolhas das bancadas. Ele vai trabalhar até a quinta-feira (16) para buscar um consenso e evitar a disputa direta entre os partidos pela presidência das comissões. Caso contrário, afirmou Maia, a reunião para dar início à instalação dos trabalhos será na próxima terça-feira (21).
"Elas não estão funcionando não é por nenhuma crise, é apenas porque não se conseguiu construir um consenso em cada partido", explicou Maia.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia