Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sábado, 04 de março de 2017. Atualizado às 12h52.

Jornal do Comércio

Política

COMENTAR | CORRIGIR

congresso nacional

Alterada em 04/03 às 12h53min

André Moura deve ficar com liderança no Congresso

Deposto da liderança do governo na Câmara, o deputado André Moura (PSC-SE) deve ser indicado para ocupar a liderança do governo no Congresso no lugar do senador Romero Jucá (PMDB-RR). O peemedebista deve ser deslocado para a liderança do governo no Senado, na vaga que era do novo ministro das Relações Exteriores, Aloysio Nunes Ferreira (PSDB-SP).
Inicialmente, Moura - que foi substituído por Aguinaldo Ribeiro (PP-PB) - seria contemplado com a Procuradoria da Câmara, mas o governo percebeu que a mudança poderia provocar "danos" na base e viu na possibilidade de elevá-lo a líder no Congresso uma chance de não deixar a insatisfação contaminar o grupo político ligado a Moura. O posto de líder no Congresso geralmente é ocupado por um senador.
O deputado vinha de uma relação desgastada com o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), que chegou a fazer críticas públicas à condução da base aliada por Moura. Maia conseguiu emplacar Ribeiro no cargo e, com o mesmo movimento, destravou a briga entre PP e PMDB pelo comando da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ). Com a liderança do governo na Câmara ocupada pelo PP, a presidência da CCJ ficará com Rodrigo Pacheco (PMDB-MG).
Embora não tenha sido o protagonista nas vitórias do governo na Câmara, a avaliação dos aliados do presidente Michel Temer é de que Moura exerceu um papel relevante no período em que liderou os aliados na Casa. Cabia a Moura ligar para os parlamentares cobrando presença em plenário e levar ao governo as demandas dos deputados. As conversas ainda estão acontecendo, e a mudança deve ser confirmada nos próximos dias.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia