Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 29 de março de 2017. Atualizado às 01h24.

Jornal do Comércio

Internacional

CORRIGIR

Reino Unido

Notícia da edição impressa de 29/03/2017. Alterada em 29/03 às 01h20min

Parlamento da Escócia aprova referendo de separação

Autoridades do Reino Unido disseram que não entrarão em negociações sobre a proposta do governo da Escócia de fazer um novo referendo tratando da independência, porque não é hora de discutir o assunto. Ontem, parlamentares escoceses decidiram, por 69 votos a 59, por um novo referendo de independência em até dois anos.
No dia anterior, a primeira-ministra britânica, Theresa May, indicou que não aceitaria o cronograma estabelecido pelos escoceses. O Parlamento britânico precisa aprovar a proposta para que seja legalmente vinculativo.
CONTINUE LENDO ESTA NOTÍCIA EM NOSSA EDIÇÃO PARA FOLHEAR
CLIQUE AQUI PARA ACESSAR
CORRIGIR
Seja o primeiro a comentar esta notícia