Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 24 de março de 2017. Atualizado às 13h26.

Jornal do Comércio

Internacional

COMENTAR | CORRIGIR

ESTADOS UNIDOS

24/03/2017 - 13h26min. Alterada em 24/03 às 13h28min

Trump muda tom otimista sobre reforma da saúde

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump falou hoje sobre a decisão da Câmara dos Representantes de adiar a votação sobre a reforma da saúde proposta pelo seu governo, diante da falta de unidade no Partido Republicano em apoio ao projeto de lei.
Questionado sobre o que irá acontecer caso a reforma não seja aprovada, Trumo disse que "teremos de ver o que irá acontecer", em uma mudança no tom otimista sobre a questão visto nos últimos dias.
Ele também disse que, caso a reforma não seja aprovada, o republicano e líder na Câmara, Paul Ryan, deve permanecer no posto, em uma manifestação de apoio.
O presidente ainda afirmou que não acha que a pressão para a reforma da saúde ocorrer foi uma decisão "apressada".
A Câmara acabou de passar pela primeira fase da votação, na chamada "votação processual". Agora, o projeto de lei está sendo discutido na Câmara e o debate deve se estender ao longo do dia. A votação final sobre a reforma da saúde está prevista para ocorrer em torno das 18h (de Brasília).
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia