Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 14 de março de 2017. Atualizado às 22h45.

Jornal do Comércio

Internacional

COMENTAR | CORRIGIR

Turquia

Notícia da edição impressa de 15/03/2017. Alterada em 14/03 às 22h42min

Erdogan acusa Holanda de não ter impedido massacre de Srebrenica

O presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, voltou a tecer críticas contra a Holanda ontem, em meio a uma crise diplomática, ao afirmar que o país europeu foi responsável pelo pior assassinato em massa desde a Segunda Guerra Mundial.
Em um discurso televisionado, Erdogan se referiu ao massacre de cerca de 8 mil muçulmanos em Srebrenica, no leste da Bósnia, em 1995, e culpou o batalhão holandês que atuava sob o comando das Nações Unidas de não ter impedido o massacre levado a cabo pelas tropas sérvias da Bósnia.
CONTINUE LENDO ESTA NOTÍCIA EM NOSSA EDIÇÃO PARA FOLHEAR
CLIQUE AQUI PARA ACESSAR
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia