Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 13 de março de 2017. Atualizado às 11h42.

Jornal do Comércio

Geral

COMENTAR | CORRIGIR

Segurança pública

Notícia da edição impressa de 09/03/2017. Alterada em 13/03 às 11h44min

Reforço de mais de 100 agentes da Força Nacional chega à Capital

Homens integram força-tarefa para redução de homicídios e feminicídios

Homens integram força-tarefa para redução de homicídios e feminicídios


Marco Quintana/JC
O prometido reforço de 200 agentes da Força Nacional finalmente está completo. Previsto para o dia 15 de fevereiro, o efetivo de 102 homens chegou ontem à Capital. O atraso foi motivado pelos problemas de segurança registrados no Espírito Santo devido a uma greve de policiais militares, que resultou na morte de mais de 100 pessoas em uma semana.
Os agentes se juntam aos 28 que chegaram no Carnaval e aos 70 que já estavam na Capital desde 2016. Eles passam a integrar a força-tarefa para redução de homicídios e feminicídios, além de agregar a Operação Avante. A atuação será nas áreas do 9º, 20º e 21º Batalhões de Polícia Militar, nos bairros Praia de Belas, Rubem Berta, Santa Tereza e Restinga. Eles devem permanecer por 90 dias, com direito a prorrogação por mais 90.
CONTINUE LENDO ESTA NOTÍCIA EM NOSSA EDIÇÃO PARA FOLHEAR
CLIQUE AQUI PARA ACESSAR
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia