Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 29 de março de 2017. Atualizado às 15h16.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

mercado financeiro

Alterada em 29/03 às 15h21min

Bolsas europeias fecham na maioria em alta com início oficial do Brexit

As bolsas europeias fecharam na maioria em alta nesta quarta-feira (29) em um dia histórico para o continente. Hoje, oficialmente o Reino Unido enviou uma carta à União Europeia para dar início formal às negociações da retirada do país do bloco, o chamado Brexit.
O índice pan-europeu Stoxx 600 fechou com ganho de 0,33% (+1,23 ponto), para 378,53 pontos.
A premiê do Reino Unido, Theresa May, confirmou a expectativa e enviou uma carta à UE para formalizar o pedido de saída do bloco. Agora, haverá prolongadas negociações. Um porta-voz de May disse que a ideia é negociar em paralelo a saída da UE e a nova relação entre o país e o bloco, depois da separação.
Também foi destaque hoje a decisão do órgão antitruste da UE de bloquear a planejada fusão entre a London Stock Exchange (LSE) e a Deutsche Börse, que controlam as bolsas de Londres e Frankfurt, respectivamente.
Na bolsa de Londres, o índice FTSE-100 subiu 0,41%, para 7.373,72 pontos, após mostrar volatilidade. Entre as mineradoras, Anglo American avançou 1,31%, BHP Billiton subiu 2,69% e Antofagasta teve alta de 2,19%. A petroleira BP avançou 1,71%. London Stock Exchange Group foi destaque e subiu 2,71%. Já entre os bancos Barclays recuou 0,35% e Lloyds caiu 0,37%.
Em Frankfurt, o índice DAX avançou 0,44%, chegando a 12.203,00 pontos. Deutsche Bank avançou 1,32%, mas Commerzbank caiu 1,73%. No setor de energia, E.ON teve alta de 0,36%. Basf ganhou 0,61%.
Na bolsa de Paris, o índice CAC-40 avançou 0,45%, a 5.069,04 pontos. A petroleira Total subiu 0,43% e o banco BNP Paribas avançou 0,19%, mas Société Générale caiu 0,79%.
O índice FTSE-MIB, da bolsa de Milão, teve queda de 0,26%, para 20.276,80 pontos. Fiat Chrysler subiu 0,49%, porém, entre os bancos, Intesa Sanpaolo, Banco BPM e UniCredit caíram 0,79%, 0,52% e 1,24%, respectivamente.
Na bolsa de Madri, o índice IBEX-35 recuou 0,21%, para 10.367,60 pontos. O setor bancário espanhol teve desempenho negativo: Santander caiu 0,66%, CaixaBank recuou 0,50% e Bankia teve queda de 2,83%. Telefónica teve baixa de 0,86%, mas no setor de energia Iberdrola avançou 0,36%.
Em Lisboa, o índice PSI-20 avançou 0,77%, a 4.888,17 pontos. Banco Comercial Português subiu 2,16% e Galp Energia avançou 0,47%, mas Altri recuou 0,67%.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia