Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 29 de março de 2017. Atualizado às 08h06.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Mercado Financeiro

Bolsa de Tóquio sobe levemente, ajudada por melhor perspectiva dos EUA

A Bolsa de Tóquio fechou em leve alta nesta quarta-feira (29), com algumas ações sustentadas pela perspectiva de crescimento mais forte da economia dos EUA. O índice Nikkei subiu 0,08% na capital japonesa, a 19.217,48 pontos, depois de avançar 1,14% no pregão anterior.

O mercado japonês foi beneficiado após indicadores positivos de confiança do consumidor e preços de moradias divulgados ontem nos EUA aliviarem preocupações com o futuro da agenda de políticas do presidente americano, Donald Trump.

A recuperação do dólar ante o iene também ajudou a impulsionar papéis em Tóquio.

Fabricantes de eletrônicos voltaram a se destacar, com ganhos da Sharp (+3,4%), Panasonic (+2,9%) e Toshiba (+2,2%). Após o encerramento dos negócios na bolsa japonesa, a Toshiba confirmou que sua unidade nuclear nos EUA entrou com pedido de concordata.

Por outro lado, muitas ações foram negociadas ex-dividendos, o que significa que hoje foi o último dia para investidores receberem dividendos do semestre que se encerra em 31 de março. Foi o caso da Japan Airlines (-3,6%), Takeda Pharmaceutical (-2,4%) e Japan Post Insurance (-3,2%).

O efeito negativo do ex-dividendos acabou comprometendo o desempenho do Nikkei nesta quarta.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia