Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 27 de março de 2017. Atualizado às 08h16.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Mercado Financeiro

27/03/2017 - 08h18min. Alterada em 27/03 às 08h19min

Bolsas asiáticas recuam com preocupações sobre avanço de reformas nos EUA

As bolsas asiáticas fecharam em baixa nesta segunda-feira (27), em meio a preocupações com a capacidade do presidente dos EUA, Donald Trump, de avançar com sua agenda de reformas após sofrer um revés no Congresso.
Na sexta-feira, republicanos abandonaram a tentativa de aprovar na Câmara dos Representantes um projeto de saúde em substituição ao chamado Obamacare, gerando receios de que, mais adiante, Trump tenha dificuldades de garantir apoio para outros planos.
O fracasso de Trump não é um bom indício para futuras "negociações sobre outras reformas, como a tributária e financeira, assim como gastos em infraestrutura", comentou Michael Hewson, analista da CMC Markets.
Na China, o índice Xangai Composto teve baixa marginal de 0,08% hoje, a 3.266,96 pontos, enquanto o menos abrangente Shenzhen Composto recuou 0,36%, a 2.039,41 pontos. Em Hong Kong, o Hang Seng caiu 0,68%, a 24.193,70 pontos.
Cautela alimentada por temores de que surjam bolhas no setor imobiliário chinês também pesou em Xangai, apesar de dados oficiais mostrarem que o lucro do setor industrial teve forte expansão anual de 31,5% no primeiro bimestre.
No mercado japonês, o Nikkei teve queda mais expressiva em Tóquio, de 1,44%, encerrando o pregão a 18.985,59 pontos, o menor nível desde 9 de fevereiro.
Em outras partes da Ásia, o índice sul-coreano Kospi recuou 0,61% em Seul, a 2.155,66 pontos, enquanto o Taiex registrou queda de 0,26% em Taiwan, a 9.876,77 pontos, e o filipino PSEi teve baixa de 0,33% em Manila, a 7.245,97 pontos.
Na Oceania, a bolsa australiana foi também influenciada por incertezas ligadas a Trump e o índice S&P/ASX 200 recuou 0,1% em Sydney, a 5.746,70 pontos, diante da queda de ações de mineradoras.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia