Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 21 de março de 2017. Atualizado às 11h17.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

fraude

Alterada em 21/03 às 11h19min

Câmara de Comércio Árabe-Brasileira diz que acompanha de perto Carne Fraca

Entre janeiro e fevereiro, o Brasil exportou US$ 574 milhões em carnes para o mercado árabe

Entre janeiro e fevereiro, o Brasil exportou US$ 574 milhões em carnes para o mercado árabe


MPT-RS/DIVULGAÇÃO/JC
A Câmara de Comércio Árabe-Brasileira divulgou nesta terça-feira, (21), comunicado no qual informa que "está acompanhando passo a passo o andamento da operação da Polícia Federal (PF), deflagrada na última sexta-feira (17), envolvendo frigoríficos brasileiros. "Estamos comprometidos com a transparência e empenhados na busca dos esclarecimentos, para que todos os interessados na manutenção do relacionamento comercial entre o Brasil e os Países Árabes, especificamente no que diz respeito à exportação de carnes e seus derivados, estejam informados sobre o desenrolar dos acontecimentos", afirma, no comunicado, o presidente da Câmara Árabe, Rubens Hannun.
Apenas nos dois primeiros meses de 2017, a receita com as vendas de produtos brasileiros ao mercado árabe somou US$ 1,8 bilhão, representando uma expansão de 5,6% em relação ao mesmo período de 2016.
Desse total, as carnes e derivados representaram US$ 574 milhões das exportações, segundo dados do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC), compilados pela Câmara de Comércio Árabe-Brasileira.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia