Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 20 de março de 2017. Atualizado às 22h38.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

previdência

Notícia da edição impressa de 21/03/2017. Alterada em 20/03 às 21h29min

Audiência pública vai discutir a aposentadoria rural

Amanhã, audiência pública na Comissão Especial que analisa a PEC 287 vai discutir especificamente a situação dos segurados especiais e as mudanças propostas pelo governo para a aposentadoria rural. O encontro foi solicitado pelo deputado Heitor Schuch (PSB), titular da comissão e presidente da Frente Parlamentar da Agricultura Familiar (FPAF).
Marcada para as 14h, em Brasilia, a audiência deverá contar com a presença de agricultores e suas lideranças, e do secretário de Previdência Social, Marcelo Caetano. Conforme Schuch, será um momento importante para mostrar aos parlamentares as especificidades da agricultura e o quanto são injustas as mudanças previstas no projeto. "O trabalho é pesado, insalubre, de domingo a domingo, sob chuva e sol. Começa-se na lida muito cedo, antes dos 15 anos, com uma jornada que muitas vezes ultrapassa as 10 horas diárias. Os agricultores familiares produzem 70% dos alimentos consumidos no Brasil e se aposentam com um salário-mínimo", destaca, explicando que já solicitou aos sindicatos dos trabalhadores rurais e à Fetag que enviem cópias de notas fiscais comprovando os valores desembolsados pelos produtores, a título de recolhimento da contribuição, para mostrar na audiência.
CONTINUE LENDO ESTA NOTÍCIA EM NOSSA EDIÇÃO PARA FOLHEAR
CLIQUE AQUI PARA ACESSAR
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia