Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 17 de março de 2017. Atualizado às 18h09.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

mercado financeiro

Alterada em 17/03 às 18h12min

Bolsas de Nova Iorque fecham na maioria em baixa, pressionadas pelo setor financeiro

As bolsas de Nova Iorque tiveram sessão em geral negativa nesta sexta-feira, 17, mas sem grandes movimentos, pressionadas por papéis do setor de finanças. Na semana, porém, os três índices acionários avançaram.
O índice Dow Jones fechou em baixa de 0,10% (-19,93 pontos), em 20.914,62 pontos, o Nasdaq ficou estável (+0,24 pontos), em 5.901,00 pontos, e o S&P 500 teve queda de 0,13% (-3,13 pontos), para 2.378,25 pontos. Na semana, o Dow Jones subiu 0,06%, o Nasdaq avançou 0,67% e o S&P 500 teve alta de 0,24%.
Entre as ações em foco, Citigroup teve queda de 1,28% e Wells Fargo recuou 1,10%, entre os bancos. No setor de energia, o papel da Exxon caiu 0,09%.
Na agenda de indicadores, a produção industrial dos EUA ficou estável em fevereiro ante janeiro, acima da previsão de alta de 0,2% dos analistas. O índice do sentimento do consumidor nos EUA elaborado pela Universidade de Michigan subiu de 96,3 em fevereiro a 97,6 na preliminar de março, ante previsão de 97,5, e o índice de indicadores antecedentes do Conference Board avançou 0,6% em fevereiro ante o mês anterior, para 126,2.
Na arena política, os olhos estiveram voltados para o encontro na Casa Branca entre o presidente americano, Donald Trump, e a chanceler da Alemanha, Angela Merkel. A dupla discutiu comércio, imigração e a Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan). Ambos disseram que o encontro foi produtivo e prometeram reforçar a colaboração bilateral.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia